HOMOFOBIA E MISOGINIA NO MEDIEVO

GENEALOGIA DA VIOLÊNCIA

  • Felipe Adaid Pontifícia Universidade de Campinas
Palavras-chave: Falocentrismo. Homofobia. Misoginia. Idade Média.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo discorrer sobre as raízes da homofobia e sua possível relação com a misoginia; para tal, importa a retomada do passado na busca por respostas. Neste sentido, inicialmente se questiona a plausível relação entre os fenômenos homofóbico e misógino com a própria questão
do falocentrismo. Desta feita, este trabalho discorrerá a respeito da violência no período medieval, ou seja, no contexto histórico e econômico europeu, sobremodo no que tange os valores influenciados pela Igreja Católica e a noção do pecado e do ódio ao prazer. A pergunta, pois, que resume a pesquisa pode
ser formulada assim: qual a relação entre a homofobia e a misoginia no período da Idade Média, tendo em vista o falocentrismo? No que se refere ao método de pesquisa, o artigo foi elaborado por meio de revisão bibliográfica e busca de literatura, sobretudo no campo histórico e antropológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Adaid, Pontifícia Universidade de Campinas

Advogado Crimnalista e Mestre pela PUC-Campinas. 

Publicado
2018-12-31
Como Citar
Adaid, F. (2018). HOMOFOBIA E MISOGINIA NO MEDIEVO. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 29(1), 71-82. Recuperado de https://revista.sbrash.org.br/index.php/revista_sbrash/article/view/43
Seção
Opinativos e de Revisão